Folha da Cidade 281
Acesse Nossa
Edição Online
Clique na capa para abrir
Ínicio / Notícias / Economia / Sebrae orienta retorno às atividades empresariais com segurança

Sebrae orienta retorno às atividades empresariais com segurança

Pequenos empreendedores devem conscientizar sobre a importância de manter medidas contra o Covid-19 para garantir a confiança dos clientes e a sobrevivência do negócio

Nesse período em que pequenas empresas passam por dificuldades, devido à pandemia do Covid-19, e os empreendedores tentam sobreviver no mercado com a retomada de algumas atividades empresariais, o Sebrae vem trabalhando com a campanha “A Força dos Pequenos está no Cuidado”.
Portanto, a entidade produziu uma arte para a imprensa e pequenos empresários, informando sobre os “Protocolos de Retomada”, com orientações específicas quanto aos cuidados de prevenção contra a doença, visando cuidar da saúde da empresa e pensando também na saúde dos clientes, funcionários, fornecedores e pessoas envolvidas com o negócio. A ideia é evitar ou, pelo menos, minimizar as chances de contágio.
O documento estabelece medidas direcionadas especificamente para diversos tipos de micro e pequenas empresas e outras medidas que abrangem todos os estabelecimentos. Para ter acesso, os empresários podem baixar gratuitamente os protocolos de retomada e imprimir. “A arte foi desenvolvida e está à disposição de todos”, explica o gerente da Regional Sudoeste II do Sebrae, Cláudio Laval.
Nesse cenário em que o comércio abriu as portas e as pessoas querem sair nas ruas com segurança, Laval lembra que uma das regras comuns a ser seguidas por todos os empreendimentos é o uso obrigatório de máscara, tanto por parte dos funcionários da loja, quanto dos clientes.
Em seguida, o coordenador lembra de outros cuidados dentro da empresa como o respeito do distanciamento entre as pessoas; a implantação da totem de álcool gel para uso dos clientes e a colocação de faixas amarelas em certos locais determinado o espaço de cada um. “No caso de restaurantes, a providência é entregar luvas descartáveis aos clientes.”
Segundo Laval, o trabalho também é voltado para conscientizar empreendedores a respeito da comunicação com os clientes. Nesse caso, cita o exemplo da placa de aviso na entrada da loja sobre o uso obrigatório da máscara, comunicando visualmente os clientes.
Laval ainda frisa sobre a necessidade de comunicar ao cliente que as medidas nessa época de pandemia estão sendo respeitadas. “Assim, existe a confiança certa para que a pessoa se sinta segura de retornar ao estabelecimento sem correr muitos riscos”, observa.
Outro ponto destacado pelo coordenador é a conscientização do empresário em promover uma reunião com seus funcionários para expor a necessidade de seguir os protocolos de retomada.” Com a prevenção e os cuidados, afirma que o proprietário tem a possibilidade de manter o comércio aberto e conservar seu emprego e de seus trabalhadores. “Enfim, a meta é engajar todos os envolvidos nessa questão, porque se tiver que fechar as portas do comércio novamente, o prejuízo é para todos.”
Conforme disse, os cuidados servem justamente para preservar a saúde dos consumidores e dos negócios. “Com a confiança de que as pessoas não serão contaminadas, ou que a probabilidade de contaminação é menor, o cliente então volta a procurar o estabelecimento.”
Além de seguir os “Protocolos de Retomada” e ajudar na divulgação desse trabalho, Laval ressalta que os pequenos empresários devem preparar-se diante da nova realidade imposta pela pandemia, revendo os controles financeiros e estoques por exemplo.
No momento das compras, ele aconselha o consumidor a procurar produtos e sérvios na sua própria cidade para girar a economia local. “É comprar dos pequenos, preparando-os para que possam ter condições de serem mais competitivos nesse mercado.”
Consultoria com os
melhores preços
O Sebrae permanece atendendo de forma gratuita, basta que o interessado agende no 0800 570 0800 para falar com especialistas e, se for o caso, a pessoa é encaminhada à uma consultoria. “Portanto, fazemos um tremendo esforço e estamos nos adequando a essa nova formalidade de atendimento, colocando esses serviços à disposição do público”, ressalta o coordenador.
Nesse momento, avisa que o Sebrae pratica bons preços, a fim de ajudar os micro e pequenos empreendedores individuais, por meio de subsídios em consultorias e cursos. “Nossa meta é auxiliar para que a gestão empresarial seja bem aplicada, pensando em reduzir riscos e dar um norte para esse novo normal que todos enfrentam.”
Conforme ressaltou, a entidade continua a trabalhar de forma remota dentro do possível, visando manter a segurança dos empreendedores que procuram seus serviços. “Agora, o atendimento presencial é realizado quando acontece alguma dificuldade nessa atenção remota”, avisa.
Mais informações para imprensa:
No Sebrae: Adriana Lima –
(62) 3250-2236 / 2252 / 99456-2491
Na Ideorama Comunicação em Rio Verde: Valério Delfino (64) 9 9211 9284

Sobre Equipe JFC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *