Home / Notícias / Cidade / Semana Santa – Caminhada para a Páscoa

Semana Santa – Caminhada para a Páscoa

A Páscoa é a data religiosa mais importante do ano para os católicos. Ela ocorre sempre em março ou abril e teve sua origem na Páscoa Judaica (Pessah), transformada em festa da Ressurreição de Jesus Cristo, depois de sua morte na cruz, por volta do ano 30 d.C.

            Em preparação para essa grande festividade, os cristãos católicos, seis dias antes do domingo de Páscoa, de segunda à sábado, contam com um calendário litúrgico repleto de celebração, ritos e gestos, cuja finalidade é reviver os passos de Jesus desde a sua condenação até sua morte e ressurreição. No entanto, quarenta dias antes a Igreja propõe um tempo para Reflexão, Oração, Jejum e Penitência, a Quaresma. Passados esses quarenta dias, tem início a Semana Santa.

            Cada paróquia propõe sua agenda, com celebrações que reúnem milhares de pessoas, começando pelo Domingo de Ramos. Neste dia os fiéis lembram a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, com a procissão dos ramos e a narrativa de todos os fatos vividos por Jesus desde a sua última ceia com os discípulos até sua morte. Na segunda-feira, o clero da diocese se reúne na Catedral para a celebração da Missa dos Santos Óleos, quando são abençoados os óleos que serão utilizados no decorrer do ano, nos diversos sacramentos. Neste dia celebra-se também o dia do clero diocesano, com momentos de espiritualidade e confraternização, um dia dedicado à unidade da Igreja particular da Diocese.

            Na terça e quarta-feira são realizadas missas com os enfermos e penitenciais, com confissões comunitárias ou individuais. Na quinta-feira santa celebra-se o Lava-pés, dia em que se lembra a instituição da Eucaristia e quando os católicos revivem os últimos momentos de Jesus com seus discípulos, sendo que nesta noite, permanecem em vigília, atendendo ao pedido de Jesus feito aos seus discípulos na noite em que foi traído pelo apóstolo Judas e entregue à prisão.

            Na Sexta-feira Santa, logo pela manhã é realizada em várias comunidades, a Via-Sacra e às 15 horas, a celebração da Paixão de Jesus, distribuição da Eucaristia, beijo da cruz e em algumas comunidades a procissão do Senhor morto; neste dia, em nenhuma Igreja se celebra a santa missa.

            No sábado os fiéis participam da Vigília Pascal. Nesta noite, aguardam ansiosos a ressurreição de Jesus. Acontece também nesta noite, a bênção da água e fogo e em algumas comunidades, a procissão do fogo. Os sinos tocam, todos cantam o Aleluia e a liturgia desta noite traz, através de oito leituras, toda história do povo de Deus, desde a libertação dos hebreus do Egito (Antigo Testamento) até a vinda de Jesus (Novo Testamento). Esta é a noite em que todos esperam pela ressurreição, a Páscoa de Jesus. E no domingo, celebra-se a Páscoa do Senhor, com a alegria da Boa-Nova anunciada pelas mulheres que vão ao túmulo e não encontram mais Jesus entre os mortos, recebendo então, a notícia de sua ressurreição.

Durante o período litúrgico pascal que dura cerca de dois meses ou sete semanas, utilizamos muitos sinais, símbolos, ritos e costumes que marcam esse tempo tão relevante na Igreja Católica. A Festa da Páscoa determina anualmente, num calendário litúrgico móvel, a data de outras festas religiosas como a Ascensão ou a subida de Jesus aos céus, celebrada 40 dias depois da Páscoa, e Pentecostes, dez dias depois da Ascensão.

Em todas as comunidades católicas, esta semana tem um significado muito importante, pois é o tempo de maior participação do povo nas diversas celebrações, um tempo de reflexão, penitência e conversão, quando a vida vence a morte e a fé e a esperança dão lugar ao medo e insegurança deixados pelo pecado.

Cristo ressuscitou, aleluia!

Feliz Páscoa!

About admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *