Home / Artigos / O presidente ideal para o Brasil

O presidente ideal para o Brasil

         José Carlos Vieira (Lela)

Ele deve estar com todos e não estar com ninguém. Não ser de esquerda, direita ou centro, mas simplesmente saber ouvir todos e todas. Um homem que saiba dialogar, buscar parceiros e ao mesmo tempo não ser populista e nem ditador. Um homem que use o poder em benefício de todos e não apenas de uma minoria. E na sua gestão saiba usar o seu poder em benefício de todos e não apenas de meia dúzia de Brasília. Um homem determinado, corajoso e que possa ouvir todas as classes sociais, dialogar com o Congresso sem se vender ao sistema. O presidente ideal para o Brasil é tão difícil e tão fácil ao mesmo tempo, basta ouvir e ler a Constituição Federal. Talvez esse homem não exista ou esteja dentro de cada um de nós. Um homem que brigue pela Nação e pelos mais fracos, sem balelas, propinas ou jogadas ensaiadas nos bastidores do poder. Um homem que possa entrar para a História de forma positiva, sem escândalos, crimes fiscais ou obras inacabadas. O presidente ideal do Brasil

Essa reflexão também serve para o cargo de deputado, governador, senador, em todos os ângulos e questões. Um homem no poder já ganha o suficiente para tratar de si mesmo e de sua família. Ele não precisa de acordos, propinas, tentativas de corrupção com os seus parceiros. O poder é passageiro, mas a História é eterna. Cabe a cada brasileiro se colocar no próprio lugar do presidente, do deputado, do governador, do senador, sentindo seus privilégios e desafios. Em tese, o presidente ideal deve lutar pela maioria, mesmo quando se tornar antipático ou polêmico. O presidente ideal do Brasil do futuro deve sonhar, lutar, trabalhar e ter orgulho de seu trabalho que vai  durar quatro anos decisivos. O cargo é passageiro, mas suas ações podem ser perpétuas. Ele poderá ser um bandido, um herói, ou até a mistura dos dois.  Deve ser paciente e transparente com a Imprensa, sem tentar comprar suas divulgações e atenções. Um presidente que possa viajar por todo o país, sem fugir da geografia, pois o Nordeste é tão importante quanto o Centro Oeste ou as outras regiões. Um homem que saiba cativar mesmo sem ser um salvador da pátria e que faça o bem pela maioria dos trabalhadores. Com certeza esse homem existe e já está entre nós. Pode estar nas fábricas, escritórios, canaviais, escolas, gabinetes ou até mesmo dentro de nossa consciência cívica. Um ser tão simples e diferente ao mesmo tempo, pois cada povo tem o governo que merece, tanto de um P quanto de outro, sem se importar com a sigla partidária.

A população está descrente com a política, depois de presenciar tantos assaltos e armadilhas do poder, onde Lavajato virou sinônimo de escândalos fiscais, banais, nacionais. O presidente ideal do Brasil deve entender que ele vai servir ao povo e não apenas servir-se do povo. Ser presidente deve ser uma honra e não uma guilhotina do poder. Talvez seja utopia, mas esse presidente já existe e está entre nós. Tão importante quanto eu e você. A conta é a seguinte: se agradar a maioria já terá cumprido seu papel de chefe maior da Nação. Livre de pesquisas, acordos, projetos faraônicos, sua presença será notória. O presidente ideal do Brasil sabe respeitar o rico e o pobre, mesmo quando sabemos que o Brasil é uma luta de interesses variados. Não anule seu voto, vote no presidente ideal do Brasil. Se você não gosta de política poderá ser governado por àqueles que gostam. Deus ilumine nossos pensamentos, passos e ações para eleger o melhor presidente da História do melhor País do mundo!

O presidente ideal para o Brasil merece reflexão e apoio, não lamentações. Assim nossa condição de eleitor estará justificada, seja para deputado ou presidente da pátria amada. O tempo julgará e o julgamento deve ser justo para todos. Sem balela fica a análise do Lela.

About admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *